Raça de víboras – Secretário de Cultura faz discurso semelhante ao de Goebbels

Raça de víboras – Secretário de Cultura faz discurso semelhante ao de Goebbels

Como o presidente, Jair Bolsonaro, gosta de postar versículos, vai um para ele meditar.

Raça de víboras, como podem vocês, que são maus, dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração.
Mateus 12:34

Produzir um texto como o secretário da cultura fez parafraseando um lunático nazista é uma afronta a minha cor, aos brasileiros de bem e ao povo judaico.

Sigo o mesmo pensamento o Vem pra rua

Imagine um ministro parafraseando Marx com o hino da Internacional Socialista ao fundo. Demissão sumária, certo? Roberto Alvim fez um vídeo parafraseando Goebbels, ministro da propaganda da Alemanha nazista. Tem que ser demitido imediatamente. #ForaAlvim

Ainda que sinteticamente o texto não seja uma réplica do que Goebbels em seu Livro, o secretário erra ao dar voz a alguém que fez parte de algo que causa vergonha mundial.

  • Roberto Alvim:

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada.”

  • Joseph Goebbels:

“A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada.”

Article by DAVID AZEVEDO
Pedreiro de Vocação - Arquiteto de Software - Estudante de Direito, Politica e Economia Facebook: davidazevedo30 Twitter: davidazevedo30 Direitista e Liberal Raposo Tavares, São Paulo davidazevedo30.com/biografia/ Participa desde outubro de 2017 Nasceu em 3 de novembro de 1984