Suplente de Deputado Federal por São Paulo

Category: Economia

Baile Funky

Baile Funky

Temer temeu, cedeu e o que poderia, ao menos, ser uma atitude digna em final de jornada presidencial, foi mais uma tapa na cara dos Brasileiros. Com essa aprovação, vai aumentar em quase 4,5 bilhões nossas despesas, falo nossas porque a conta é de todos os cidadãos Brasileiros que não fazem parte dos sistemas judiciário.

“É na lapada Nós vamos tirando o sangue”

“ain mas cortamos o auxílio moradia”. O auxílio moradia não chega a representar 10% das novas despesas. Ainda assim o auxílio moradia foi mantido para juízes que estão exercendo a profissão em outros municípios, justo. O que não acho justo é dar aumento de 16% em tempo de crise.

“O remédio é tão forte que mata cada dia um pouco”

Temer será um ex-presidente que irá enfrentar diversos processos e ainda corre o risco de ser preso até fevereiro, pois, perdera o foro privilegiado. Se ele tivesse vetado, poderia ter retaliações? Com esta aprovação, a justiça será branda? Especulações à parte, espero que não exista uma moeda de troca.

Bora? Trabalhar para pagar os salários dos ministros, a conta vai ficar mais cara!

“A justiça não me olha porque é cega, Mas o seu dinheiro na carteira ela enxerga”

O privilégio de poucos, sofrimento de muitos!!!

O privilégio de poucos, sofrimento de muitos!!!

Algum amigo ou parente seu é funcionário público?  É bem provável que ele tenha estudado e batalhado muito pela vaga. É provável também que ele cumpra direitinho suas obrigações. De fato, quando não há indicações apenas políticas, a carreira pública tem méritos que devem ser reconhecidos.

Os salários, assim como as recompensas fazem parte de qualquer relação de trabalho que não seja escravidão. Já os privilégios, o auxílio e inúmeros benefícios obtidos pelos funcionários do estado, passam a ser um problema, sobretudo em momentos de crise.

Read More

Mises Brasil – “Para a economia crescer, temos de aumentar a demanda!” – eis um mito sem nenhuma lógica

Mises Brasil – “Para a economia crescer, temos de aumentar a demanda!” – eis um mito sem nenhuma lógica

Sendo seguidores das idéias de Keynes e, em menor escala, de Milton Friedman, a maioria dos economistas convencionais acredita que, para haver crescimento econômico, é necessário estimular a demanda por bens e serviços.

Tanto Keynes quanto Friedman acreditavam que recessões eram causadas por uma “insuficiente demanda agregada”, de modo que a maneira de corrigir este problema era, obviamente, incentivando a demanda agregada.

Read More